segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Time mineiro tem contrato com Bruno e diz que multa do goleiro é de R$ 3 mi

Bruno deixou a prisão em Santa Luzia na sexta, ao lado do advogado e da esposa
Em liberdade condicional desde a última sexta-feira, Bruno terá que negociar com o pequeno Montes Claros sua volta ao futebol profissional. O clube de divisões inferiores de Minas Gerais tem contrato com o goleiro registrado na CBF, com validade até 2019. Por isso, manifesta que qualquer interessado no ex-jogador do Flamengo precisa procurar a equipe do Norte mineiro para tratar da rescisão – portugueses e chineses já teriam feito isso nas últimas horas.
Bruno deixou a prisão na última sexta-feira, graças a uma liminar deferida pelo ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, que permite que o jogador recorra em liberdade da condenação por sequestro, morte e ocultação do cadáver da modelo Eliza Samudio (mãe de um filho do goleiro).

Condenado a 22 anos e 3 meses de prisão, o antigo atleta do Flamengo deixou a Apac (Associação de Proteção e Assistência a Condenados), na cidade mineira de Santa Luzia. A expectativa é de que, aos 32 anos, Bruno tente retornar ao futebol.

"Quem tiver interesse no Bruno pode procurar a gente. Os empresários dele têm que dar uma satisfação para gente, entendeu? Mas não haverá obstáculos. O Bruno não terá problema com o Montes Claros, não", afirmou Ville Mocellin presidente Montes Claros, em contato com a reportagem do UOL.

O Boletim Informativo Diário (BID) da CBF indica que Bruno Fernandes das Dores de Souza tem contrato em vigência com o Montes Claros. O acordo entre o clube e o jogador teve início oficialmente em 2014 e expira em 27 de fevereiro de 2019. Por isso, os mineiros aguardam o contato do estafe do goleiro para negociar sua eventual liberação para outra equipe, mediante ao pagamento de multa rescisória.

Nenhum comentário:

Postar um comentário