.

.

**

**

*

*

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

FIQUE ATENTO! Paracetamol destrói o fígado! Verdade ou farsa?

Texto que circula pelas redes sociais afirma que o uso do medicamento pode causar a morte e já teria sido proibido em diversas partes do mundo! Mas será verdadeira essa história?


A notícia não é nova! Apareceu pela primeira vez lá pelo ano de 2010 e, vira e mexe, volta a circular pelas nossas caixas de entrada e – atualmente – também passou a ser compartilhada aos montes através das redes sociais. De acordo com o texto, um professor de uma renomada faculdade de medicina estaria avisando a todos que o uso do medicamento paracetamol destrói o fígado e seria a verdadeira causa das mortes de pacientes com dengue.


A enorme quantidade pessoas que está compartilhando o aviso (somente em uma das publicações no Facebook já foi compartilhada mais de 76mil vezes) fez com que o E-farsas ficasse em alerta! Afinal, será que essa historia é verdadeira ou mais uma farsa da web?
Verdadeiro ou falso?



A pesar de conter algumas partes reais, a mensagem tem todas as características de um boato digital:


Trata de um assunto que interessa muita gente. No caso, saúde.Não é datada. Dessa forma, quem lê o artigo pela primeira vez, acredita que se trata de algo novo.Usa nomes de pessoas e de instituições de qualidade para dar mais credibilidade ao que se quer passar
É confusa e cheia de contradições.Mescla elementos reais com invencionices.Pede para ser espalhada para o maior numero de pessoas possível.


O Doutor Renan Marinho


Como já falamos inúmeras vezes aqui no E-farsas, o boateiro digital quando cria um hoax, na maioria das vezes, usa o nome de alguém (e/ou de alguma instituição) importante para adicionar um teor maior de veracidade àquilo que está tentando espalhar. Afinal de contas, se um doutor – que também é professor de medicina em uma boa faculdade – está falando sobre aquilo, deve ser verdade…


Mas não é bem assim.


Uma rápida busca por “Dr Renan Marinho” no Google nos leva à página do próprio doutor, onde ele mesmo explica (em 2011!) que não é de sua autoria o texto que circula pela web e atribuído a ele.


No entanto, o doutor também ressalta que, assim como está informado na bula do Paracetamol, o medicamento não deve ser usado por mais de 10 dias consecutivos, sob o risco de afetar a função hepática e sobrecarregar a função renal.


No caso de pacientes com dengue, o Dr. Renan deixa bem claro que o uso do Paracetamol deve ser totalmente evitado, “pois seu metabolismo inadequado nestas condições pode levar a graves lesões hepáticas”.


Para finalizar, o doutor sugere que pessoas com suspeita de dengue devem usar outros medicamentos no lugar do Paracetamol como, por exemplo, o Ibuprofeno.


Apesar de inúmeros estudos que estão sendo feitos a respeito do medicamento, seu uso ainda é liberado no mundo todo. O que é proibida nos Estados Unidos, desde a década de 1970, é a venda da dipirona sódica.


Quanto ao parágrafo que diz que na Grã-Bretanha o Paracetamol é usado para suicídio, fica a dúvida de onde foi tirada tal informação. Há muitos relatos na internet de pessoas que tentaram suicídio se enchendo desses comprimidos e não obtiveram êxito.


Outra dúvida que surge ao lermos o parágrafo é: Se o medicamento é proibido, como que os suicidas conseguem compra-lo?


O artigo intitulado “As Origens dos Mitos sobre a Segurança do Paracetamol” diz (em inglês) que dos casos de morte por uso de medicamentos na Grã-Bretanha, 5% foram em decorrência do uso do Paracetamol. Apesar disso, de 97 a 98% desses casos ocorreram por causa do uso exagerado (superdosagem) do produto.


Novamente, o autor não conseguiu explicar de onde foi tirada essa informação. Se eu tomar 10 comprimidos por dia? Se eu tomar 10 comprimidos em 5 dias? Meu fígado vai ser destruído se eu estiver com dengue?


IMPORTANTE dizer aqui que, assim como todo medicamento, O consumo acima do recomendado na bula pode fazer muito mal a sua saúde!


Um estudo feito entre 1992 e 2008, em Edimburgo (Reino Unido), mostrou que a overdose do Paracetamol pode causar problemas nos rins, fígado e cérebro.


Fique esperto quanto a isso!


Fique esperto também que o uso do Paracetamol não é indicado para uso em pacientes com suspeita de dengue. Também não é bom misturar medicamentos com álcool.


Conclusão


A notícia é falsa! Talvez, a intenção de quem inventou o boato podia ter sido a melhor de todas, mas ao inventar trechos e dar o tom alarmista ao texto, o autor se perdeu e acabou criando uma lenda que dura há mais de uma década na web. O aviso não partiu do Dr. Renan Marinho, mas é importante não exagerar nas doses desse ou de qualquer outro medicamento! Em caso de dúvida, procure um médico (sei que é não e fácil marcar uma consulta, mas…).

Nenhum comentário:

Postar um comentário